Meirelles: reforma trabalhista e terceirização podem gerar 6 milhões de empregos


Em entrevista a jornalistas, o ministro citou que a reforma trabalhista levará a uma redução das ações na Justiça do trabalho no Brasil

O ministro da Fazenda, Henrique Meirelles, destacou no sábado, 26, que a reforma trabalhista e terceirização, ambas aprovadas pelo Congresso, vão gerar ganho de eficiência na economia que pode levar à criação de 6 milhões de empregos em um período entre três a cinco anos.

Em entrevista a jornalistas, o ministro citou que a reforma trabalhista levará a uma redução das ações na Justiça do trabalho no Brasil. “Vamos ter possibilidade de diminuição muito grande de contingências e, gradualmente, também de custos.”

A quantidade excessiva de processos trabalhistas trazia uma quadro de elevada incerteza jurídica para empresas que queriam operar no Brasil, ressaltou o ministro, citando uma empresa nos Estados Unidos, que tinha 27 ações trabalhistas e no Brasil tinha 25 mil, sendo que o número de funcionários era parecido nos dois países.

Na apresentação, Meirelles citou o exemplo da Alemanha, segundo ele o mais bem documentado sobre os benefícios da reforma trabalhista. No país, houve um “milagre do emprego” e a taxa de desemprego registrou forte queda.

Fonte: InfoMoney

Esta entrada foi publicada em LEGISLAÇÃO E JURISPRUDÊNCIA, SEAC-RJ e marcada com a tag , . Adicione o link permanente aos seus favoritos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *